Loading...

domingo, 5 de abril de 2009

minha alma de pássaro fugiu essa manhã...

acordei cedo... ela não tava lá... a velha e enferrujada gaiola... aquela que a prendia como de costume... vazia... passei o dia procurando... nos livros... nos discos... os poemas ruins... olhei até no matagal que cresceu perto do meu coração... nada... peguei estrada... terra... levantei muita poeira... fui até perto de esperança... andei muito... cansei... sentei no alto de uma serra... olhando... várias almas de pássaro passaram perto de mim... nenhuma era minha... me assustei muito... pois eram tantas... tantas... que imaginei como tem gente procurando sua alma de pássaro perdida por aí...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog

外人デイム

Minha foto
nagano, Japan
é um esforço inútil reprimir sentimentos e desejos dentro da gente... parece que essas coisas aí são as energias que nos matêm vivos