Loading...

terça-feira, 30 de novembro de 2010

sábado, 27 de novembro de 2010

foi possível passar toda a vida desvinculando de tudo e de todos...

mas não foi por temer as responsabilidades associadas às relações que decidi ser assim... a dificuldade em definir um/o limite entre realidade e o mundo da imaginação é que me impedia de ver como as pessoas e as coisas realmente são... sentimentos e alguns seres vivos se perderam nesse caminho... mas as boas parcerias que fiz mereceram atos contínuos de celebração... hoje, do alto deste monte onde tudo e todos posso ver, me benefício com as boas chances que a vida me deu... mesmo que alguns ainda insistam em transformá-las em lutas desnecessárias

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

nua boa estratégia de negociação, não cabe ceder demais nem de forma alguma...

agora existe um excesso de idéias... só que meus canais de comunicação não dão conta de destingüi-las... uma nostalgia me invade, sem aviso algum, me deixando vulnerável emocionalmente... mas essa nostalgia me mostra que é tempo de cuidar de mim, ficar perto das pessoas mais queridas e me nutrir de boas emoções... e do carinho que temos uns pelos outros

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

já passou do tempo de usar a coragem para defender aqueles que me tocam o coração...

este não é o momento certo para valorizar a paz de espírito... o certo é que a verdade nunca é verdade por inteiro... tensões assumem caráter destrutivo sujeitas a altos e baixos emocionais... saber filtrar essas informações, antes de absorvê-las, é descobrir todo dia que essa realidade insólita, essa compreensão, ainda que árida, é um excelente meio de encontrar soluções para os pesadelos diários... os sonhos tendem um dia a acabar... por isso, acho que é melhor voltar a acreditar na possibilidade de viver num mundo melhor um dia

sábado, 13 de novembro de 2010

torço pelo mais fraco

pelo mais feio
pelo cavalo perdedor
o azarão
o último da fila
o sem chance de vencer
vibro pelo desacreditado
pelo esquecido, humilhado
não torço por piedade
mas porque também sou um azarão
um pária
o último da fila
e mesmo assim, com tudo contra
continuo no páreo
cada dia mais longe do pódio
mas perto do que interessa

Arquivo do blog

外人デイム

Minha foto
nagano, Japan
é um esforço inútil reprimir sentimentos e desejos dentro da gente... parece que essas coisas aí são as energias que nos matêm vivos