Loading...

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

falei que ia dar certo...

e como sempre, tenho a certeza e a razão ao meu lado... não me surpreendo facilmente... nem quando eu tento... amanhã, para comemorar, brindaremos com muito saquê... comeremos a carne de animais mortos... bêbados, faremos piadas, bravatas... falaremos da saudade de coisas que não conhecemos... das pessoas que não nos importam mais... e no fim do dia, já cansado e feliz, lembrarei que "a verdade é uma mentira que convence”... só, vou dizer obrigado

4 comentários:

  1. Também é assim quando comemos feijão com arroz e não falamos nem lembramos nem amamos nada.
    Mas no movimento de expressar o quanto você se sente sempre coberto de razões, há mais do que diz e isso garanto, sem poesia barata, para alívio seu.
    És rico, pessoa rica no ato desato e desatino de ser pessoa.
    Abração mesmo!
    (Gosto de quem gosta da verdade/mentira/verdade/mentira/verdade uni duni tê salamê minguê um sorvete colorê!..

    ResponderExcluir
  2. não fechando parênteses não.

    ResponderExcluir
  3. e eu já nem sei quanto de mim é verdade o bastante para me firmar; nem sei quanto de mim é mentira o bastante para me alienar.

    mas, sinceramente, não tenho saudade do que fui.

    ResponderExcluir
  4. ..."Todo dia eu só penso
    em poder parar...
    Meio-dia eu só penso
    em dizer não...
    Depois penso na vida
    pra levar...
    E me calo com a boca
    de feijão"...

    ResponderExcluir

Arquivo do blog

外人デイム

Minha foto
nagano, Japan
é um esforço inútil reprimir sentimentos e desejos dentro da gente... parece que essas coisas aí são as energias que nos matêm vivos