Loading...

sábado, 26 de setembro de 2009

morreu susan atkins




nota oficial: “morreu numa cama de hospital penitenciário, aos 61 anos, com uma perna amputada, outra paralisada, e câncer no cérebro, susan atkins”... membro da ‘família manson’ (por favor, não o marilyn, mas o charles), susan participou da série de crimes que aconteceu na califórnia... verão... agosto de 69.... aos 21 anos, ajudou na morte de nove pessoas... sharon tate foi uma delas... esposa de polansky e grávida de oito meses, seu sangue foi usado para escrever “porca” na porta de sua própria casa... três considerações e acaba este texto:
- polansky marcou minha vida cinematográfica com “the fearlless vampire killers”... filme perfeito de 66... obra de arte e riso... sharon tate trabalha no filme...
- os crimes, cometidos por esse bando de idiotas patéticos, teve como inspiração a música dos beatles “helter skelter”... a idéia era começar um guerra racial apolítica... e, assim como a letra dessa música, os atos não tiveram sentido algum...
- finalizando: deus, buda, jeová, sarney, lula... não sei em que você acredita... mas a coisa é cíclica... nossos atos voltam pra gente muito, mas muito pior... no caso da susan, este arremedo de gente, toda sua fúria, sua insanidade, seu crimes sem fundamento e sua própria vida, não passarão de meras notas de rodapé nas páginas da vida... e agora, um post esquisito num blog mais ainda
ps: susan teve pais alcoólatras e foi abusada por um parente... e dizem que morreu sem nunca se arrepender do que fez

2 comentários:

  1. Susan bumerangue...diria...
    Prá constar, porque você já disse tudo e de uma maneira a colocar reticências no pensamento de quem lê.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Gaijin, as assassinas costumam ser quentes. Vc deveria ter topado o azar com ela. Eu já encontrei minha Suzan, numa versão "oriental-mode".

    ResponderExcluir

Arquivo do blog

外人デイム

Minha foto
nagano, Japan
é um esforço inútil reprimir sentimentos e desejos dentro da gente... parece que essas coisas aí são as energias que nos matêm vivos